Menu

(31) 3861-2277

Obs: Toda e qualquer opinião expressada nessa página é de inteira responsabilidade de seus autores.

Dica para Série: "Santa Clarita Diet"

Por David Abreu - Técnico em Publicidade e Propaganda e locutor dos programas Vídeo Hits e Curtisom da 87,9Fm

Imagina você comer carne humana,sem precisar de virar um zumbi.Criado por Victor Fresco a série de comédia de horror narra as confusões de uma mulher que,após um incidente, se torna obcecada por carne humana.O casal Sheila(Drew Barrymore) e Joel(Timothy Olyphant) são dois corretores de imóveis descontentes com a vida que levam em Santa Clarita,no surbúrbio de Los Angeles,com sua filha adolescente Abby(Liv Hewson).Tudo muda quando Sheila tem uma crise de quase morte que a leva a vomitar seu coração.A partir daí,ela começa ficar obcecada por carne humana tendo que matar pessoas para come-las e ficando cada dia mais linda.Com ajuda de sua família e seu vizinho Eric(Skyler Gisondo),eles precisam esconder os corpos das vítimas de todo mundo,principalmente do padrasto de Eric e de outro vizinho que são policiais.Atualmente a série 10 episódios com 1 temporada no total.A série é mais uma produção original da Netflix.

Vou de Brasileiro

Flávio de Matos Vasconcelos – Graduado em Administração de empresas e Pós graduado em Gestão Empresarial Financeira e Gestão Financeira

Nós, pobre povo brasileiro, temos a mania de somente reclamar, reclamar por reclamar, mas não fazemos nada para melhorar esse país e com isso o deixamos nas mãos de verdadeiros corruptos gerirem a coisa publica, definindo nosso destino, e pior é que insistimos em votar sempre neles, eleição após eleição, ano após ano, avalizando-os a cada pleito e aprovando a suas permanências no poder.

Brasileiro adora cultuar contraventores e bandidos. 

Vejam bem como agimos: O carnaval tem 7 dias. Uma verdadeira orgia um orgasmo publico coletivo, um verdadeiro frenesi jamais comparável de uma massa amorfa, delirante.  O povão que enchem as ruas, quarteirões, centro das cidades fechando avenidas, bagunçando o trafego, ruas e praças, exempli o Galo da Madrugada, Cordão do Bola Preta, Olodum, de um delírio psicodélico frenético de espantar e assombrar o mundo pela grandiosidade do evento. E pior, nós orgulhamos disso: BRASIL tem o maior carnaval do mundo... Etchaaa! E a mídia apoia e incrementa cada vez mais, pois o povo adora isso, mulheres nuas homens sarados, bebidas e se exibindo fazendo disso uma mercadoria rentável admirada e desejada pelo mundo afora.

Mas esquecemos de que o carnaval é a bem da verdade 365 dias, pelo menos pra uns da corte, enquanto nós uns parcos 7 dias...e vou explicar.

Estou falando do carnaval de Brasília. O autentico, o Carnaval da elite, dos ricos e de suas orgias regadas a champanhe francês, lagostas, camarões VG, mulheres bonitas, maquiadas, saradas e cheirosas, caviar iraniano e/ou russo e por ai vai tudo arquitetado, custeado e bancado com o nosso dinheiro. Dinheiro suado dos brasileiros tirado de nossas mesas durante o ano todo. E frequentemente, uma pizza de lagosta, para comemorar mais uma falcatrua ou aumento dos próprios salários, aprovado em regime de urgência em uma madrugada destas qualquer, claro.

Mas... esse mesmo povo que é conclamado para ir às ruas e lutar por seus direitos, pelo futuro de seus filhos e netos, viram as costas, isso é histórico, como disse um estadista: Esse não é um pais sério, e foi comprovado mais uma vez neste 31 de março, vergonha, isso é como dar um tiro no próprio pé e rir da própria ignorância, desgraça e sorte, e não nos damos conta disso e tristemente digo: Pai perdoai-nos... nós não sabemos o que fazemos.

Lutar contra a reforma previdenciária, reforma tributaria, reforma trabalhista, reforma política, extinguir a tal aposentadoria precoce dos políticos com 2 mandatos, acabar com esses micropartidos criados para vender o horário eleitoral e negociar o seu voto a partidos maiores, ganhar as verbas do fundo partidário, isso sem falar nas mordomias de toda sua família, cartões corporativos sem limite e comprovação e por ai vai isso realmente não interessa, não é importante.  Para o povo o SUS para eles o SIRIO LIBANÊS, bom também.  Mas usam esta retórica de “ajudar” o povo, dizendo que é uma Reforma que irá beneficiar-nos, isso aqui... isso ali, tremenda enganação, eu nunca vi em meus sessenta e tantos anos de vida o povo levar algum a não serem chibatadas. Tomam decisões impensadas a ”bel prazer”, por incompetência, ingerência, despreparo e depois jogam a conta sobre nós mortais e pagar. E tudo bem. Nunca se pensou em fazer uma devassa nestas contas para certificar o real destino e origem das receitas e das despesas. Isso na realidade não é uma REFORMA como dizem, mas a CASTRAÇÃO SUMÁRIA dos nossos direitos de cidadãos como trabalhadores e contribuintes honestos, duramente conquistados ha uns 70 anos, por Getulio, tirando o povo da escravidão da subserviência, e que agora estão querendo retroceder na historia voltando a situações às vezes piores e mais degradantes e constrangedoras do que antes. ISSO NÃO PODE CONTINUAR, PRECISAMOS REAGIR URGENTEMENTE. Mas pensando bem nós realmente merecemos essa podridão estabelecida que nos é empurrada goela abaixo descendo queimando como chumbo derretido pelos 3 poderes dia após dia e anos após anos e não queremos por comodidade de darmos conta disso ou talvez por irresponsabilidade a relegamos ao acaso. Afinal a gente se acostuma né? Não podemos reclamar, pois ano que vem teremos eleições novamente e você já pensou em quem vamos reeleger para continuar com essa farsa interminável de corrupção? Deixa pra lá, isso é outra história que não importa. Graças a Deus temos mais carnaval e já estou preocupado pensando em minha fantasia onde passarei mas tenho uma duvida atroz se saio de burro, palhaço, trouxa, imbecil ou de brasileiro mesmo, mas pensando bem acho que a ultima opção me cai bem.

Dica para Livro: "Benção e Maldição"

Por Cláudio Corrêa Monteiro - Técnico em Informática e locutor dos programas Parada Obrigatória e Curtisom da 87,9Fm

Vou falar de palavras mal ditas, pois vou falar do livro Benção E Maldição do pastor Jorge Linhares. Neste livro, é ensinado que devemos pensar melhor nas palavras que saem da nossa boca, pois elas determinam benção e maldição.  Por exemplo, não se deve chamar a criança de peste, florzinha, bichinha, danado por trazerem maldição para as crianças e a dica se repete em relação aos nomes. Por exemplo, o meu nome Cláudio, vem do verbo claudicar que quer dizer claudicar, mancar, e do latim Claudius, que deriva da palavra claudus, que quer dizer “coxo”, “manco”,. Vale a pena ler.

Remédio Pra Tudo

Por Juberto Oliveira da Rocha Júnior - Pastor da Igreja Presbiteriana de Nova Era

Recentemente ouvi uma história que achei muito interessante e quero compartilhar.

Conta-se que um comerciante viajou para um rincão para comprar remédios e ervas curativas. Chegando ao estabelecimento de seu novo fornecedor, começou as compras.

- “Para que serve essa erva”? - perguntou ele.

- “Para curar dor de cabeça”. - respondeu o vendedor.

- “Me veja uns dois fardos grandes”.

E continuou:

- “Este pó”?

- “Para curar inflamações”.

- “Me veja uns dez quilos”.

- “E os líquidos daquelas garrafas ali”?

- “São fortificantes para os ossos”.

- “Me veja uns cinco engradados”.

E, assim, passaram horas separando muitos remédios. Quando já haviam separado um carregamento enorme, o homem notou frascos que não havia visto antes. Então perguntou:

- “E aquele remédio ali? Para que serve”?

Ao que o vendedor respondeu:

- “Aquele remédio serve para curar tudo, tudo mesmo”.

Ao ouvir isso o homem reagiu prontamente dizendo:

- “Então, desfaça a compra de todos esses outros remédios. Eu vou levar um carregamento grande só desse ‘remédio para tudo’”.

Ao ouvir essa história, comecei a pensar no que a Bíblia diz a respeito de Jesus Cristo. Ela nos diz que Ele é o Pão da Vida que nos alimenta (João 6.35); a Água que nos dessedenta (João 4.14); a Luz do mundo que nos dá visão (João 8.12); a Porta pela qual devemos entrar para a nossa salvação (João 10.9); o Bom Pastor que se deu em sacrifício por suas ovelhas (João 10.11); Ele é a Ressurreição (João 11.25); O Caminho, A Verdade e A Vida (João 14.6); Ele é a Videira que nos faz produtivos (João 15.5); Ele é quem cura nossas feridas e sara nossas doenças (Mateus 8.17b); Operador de milagres (Mateus 15.30,31); o Único Filho eternamente gerado do Pai, que existe desde a eternidade e existirá para a eternidade (João 3.16); O Criador de todas as coisas (Colossenses 1.16,18, 19); É o que venceu a morte (1Pedro 1.3); Herdeiro de tudo (Hebreus 1.1-3); Ele nos ama de um modo extremo (Romanos 5.8); Ele é quem pode nos tornar filhos de Deus (João 1.12); O Único Mediador entre nós e o Pai (1Timóteo 2.5)... E a Bíblia tem uma lista enorme de atributos e ações gloriosas de Jesus, o Nosso Único Salvador. Ao olhar para Seus atributos, Suas ações, Seu caráter, Sua obra, eu chego à conclusão de que Ele é o “Remédio Para tudo”.

Ao chegar a esse ponto do raciocínio, brota uma pergunta que deve ser feita: “Uma vez que encontrei o ‘Remédio Para Tudo’ para que carregar um fardo pesado cheio de ‘remédios específicos’ para cada coisa”? As prateleiras de meu coração não precisam mais ficar abarrotadas de um remédio para cada coisa. Não preciso carregar uma bagagem pesadíssima com remédios para cada problem. Não tenho que ficar preocupado com fórmulas mirabolantes de composições de medicamentos. Não tenho mais que me preocupar com um dia para cada remédio e nem tenho mais que ter medo de usar o remédio errado para solucionar meus problemas. Achei o “Remédio Para Tudo” (ou antes, Ele graciosamente me achou) e Ele me basta. Posso tranquilamente abrir mão da carga pesada de remédios que tentava manter comigo em bom estado: Cristo me basta. Ele é suficiente para mim. Ele é mais do que eu mereça e infinitamente mais do que eu possa imaginar ou descrever.

Tenho agora o “Remédio Para Tudo”. Na verdade, Ele é que me tem. Não preciso de mais nada.

Toda Glória seja dada a Ele, Jesus.

Decor inteligente: 6 dicas fundamentais

Natália Silva – Sócia-proprietária do Decorart Design de Interiores

Tendência que parece chegar para ficar, os apartamentos de 30 a 60 metros quadrados, ganham cada vez mais espaço nas grandes e pequenas cidades atualmente.

 A venda de imóveis pequenos cresce a cada dia, movida pelo sonho da casa própria, devido essa demanda, todos os meses construtores investem em ambientes cada dia menor.

 *Seguindo essa tendência, temos que ter a capacidade de colocar diversas funcionalidades de uma casa em pouco espaço, como sala de estar e sala de jantar agregadas ou cozinha e sala, entre outras combinações de espaço.

 *Planejamento é o principal item nesse caso, uma boa marcenaria pode ser a solução de quase 100% de seus problemas, aposte nos planejados compactos, como, estante pequena e baixa ou painéis, evitando excessos de objetos decorativos espalhados ou pendurados, porque eles darão uma sensação ruim de muita bagunça.

 *Um grande aliado nesse caso é a tecnologia, opte por TVs bem finas e não muito grandes, outra dica é usar Notebooks e Tablet no lugar de computador, isso poupa muito espaço. Tenha a tecnologia a seu favor!

 *Um truque bem legal muito usado pelos arquitetos, são os espelhos que dão sensação de amplitude, além de promover uma agradável sensação.

 Limpeza é fundamental, mantenha os espelhos sempre limpos, pois serão um ponto de referência e atrativos da casa.

 *Aposte em cores claras, não precisando necessariamente ser o branco (Sua casa não precisa ficar com cara de escritório!), mas invista no nude, pois te dará uma sensação de paz, tranquilidade e harmonia.

 *Abuse da modernidade, e invista em plantas e numa boa iluminação interna, com jogos de luzes proporcionando um visual atraente!

 Tenha seu espaço com estilo que sempre sonhou, e viva bem e realizada!

Um mosquito & três doenças

Tânia Maria Corrêa da Silva Barros - Graduada em Biomedicina com habilitação em Análises Clínicas e Citologia Oncótica

Nos últimos meses três epidemias encontram-se em curso: Dengue, Zika e Shikungunya. Essas epidemias vêm gerando preocupação e mal-estar em muitas pessoas. Sendo a dengue, mais conhecida, os nomes das novas patologias espantam e geram muitas dúvidas, inclusive na diferenciação entre elas. Para tentar esclarecer os mitos sobre essas doenças, caracterização dos sintomas, forma de transmissão e prevenção de cada uma delas. Todas as três patologias são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A dengue é uma doença viral que se espalha rapidamente no mundo. Chikungunya é uma doença infecciosa febril, causada pelo vírus Chikungunya (CHIKV), que pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes Albopictus. Zika é uma doença viral aguda, transmitida principalmente pelo mosquito Aedes Aegypti. A doença é caracterizada por exantema maculopapular  pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias.

 SINAIS E SINTOMAS

A infecção por dengue pode ser assintomática ou causar doença cujo espectro inclui desde vários sintomas  e até quadros graves com choque com ou sem hemorragia, podendo evoluir para o óbito. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e prurido cutâneo. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Nessa fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la de outras doenças febris, por isso uma prova do laço positiva aumenta a probabilidade de dengue. No período de diminuição ou desaparecimento da febre, geralmente entre o 3º e 7º dia da doença alguns casos irão evoluir para a recuperação e cura da doença, porém outros podem apresentar sinais de alarme, evoluindo para forma graves da doença. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, ou dor a palpação do abdômen, vômitos persistentes, acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico), sangramento de mucosas, letargia ou irritabilidade, hipotensão postural (Lipotímia), hepatomegalia maior do que 2 cm, aumento progressivo do hematócrito. A infecção por Chikungunya, apresenta febre acima de 39 graus, de início repentino, e dores intensas nas articulações de pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas. Mais de 80% das pessoas infectadas por Zika não desenvolvem manifestações clínicas, porém quando presentes são caracterizadas por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça e menos frequentemente, edema, dor de garganta, tosse, vômitos e hematospermia. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3 a 7 dias. No entanto, a artralgia pode persistir por aproximadamente um mês. Assim como ocorre em outras viroses, uma das complicações possíveis da febre Zika é o desenvolvimento da síndrome de Guillan-Barré (SGB), uma complicação de origem neurológica que causa perda muscular progressiva  e temporária. Como a doença é transmitida por mosquitos, é fundamental que as pessoas reforcem as medidas de eliminação dos criadouros de mosquitos nas suas casas e na vizinhança. As medidas que as pessoas devem tomar são exatamente as mesmas recomendadas para a prevenção da dengue. Não existem medidas de controle específicas direcionadas ao homem, uma vez que não se dispõe de nenhuma vacina ou drogas antivirais. Não há nenhum tratamento específico, o recomendado é repouso e ingestão de líquidos. Para o tratamento da dor e da febre, o mais recomendado é o Paracetamol. A dificuldade de distinção da febre Zika, Chikungunya e Dengue, o uso de Ácido acetilsalicílico (aspirina) ou anti-inflamatórios não são aconselháveis. Obviamente, procurar orientação médica sempre é a medida necessária para o tratamento destas e quaisquer outras doenças.

Tenha você também a sua rádio